Principais áreas de actuação

01.

Depressão

Se necessita de ajuda para enfrentar uma transição de vida difícil ou sente-se a afundar, posso ajudá-lo a levantar o peso e encontrar mais calma e positividade para que a luz flua novamente. Proporciono uma intervenção psicoterapêutica personalizada para quem se debate com os vários distúrbios depressivos, como Depressão Major, Depressão Pós-parto, distimia, entre outras. A depressão é uma condição bastante comum na nossa sociedade, que pode ser desencadeada por variados eventos traumáticos ou apresentar-se sem motivo aparente, envolvendo frequentemente uma combinação de factores biológicos e sócio-emocionais. Pode levar a sentimentos de solidão, medo, culpa, e inutilidade. Infelizmente, muita gente luta com a condição por si só, durante meses ou anos, antes de procurar ajuda profissional. A depressão pode ser efectivamente tratada, mas apenas você pode dar o primeiro passo.

02.

Ansiedade

Se se sente preso no seu próprio caminho ou tem preocupações descontroladas e constantes ou uma sensação de ansiedade persistente, posso ajudá-lo a dissolver o ruído à volta das emoções e a libertar a ansiedade. Ansiedade Generalizada, Ansiedade de Separação, Fobia Social, Perturbação Obsessivo-Compulsiva ou Perturbação de Stress Pós-traumático podem estar presentes quando se passa por uma situação de perda, divórcio, mudanças repentinas de vida ou carreira ou tem um membro da família com alguma adição. Podemos trabalhar juntos de forma a ajudá-lo a resolver as suas emoções de uma forma leve e capacitante.

03.

Transtornos Alimentares

Se sente que come ou treina para compensar alguma emoção ou se sente uma necessidade intensa de controlar a sua imagem ou a sua alimentação, posso ajudá-lo na descoberta das emoções e pensamentos que o mantêm preso a uma relação negativa com o corpo, a comida ou o exercício. Através de uma abordagem integrativa focada na imagem corporal positiva, podemos trabalhar com os princípios do mindfulness e da alimentação intuitiva, de forma a que aprenda e pratique padrões saudáveis de alimentação e exercício. Acredito e defendo que uma abordagem holística centrada no cliente traz resultados consistentes e duradouros.

04.

Neurodesenvolvimento e Parentalidade

O neurodesenvolvimento é a capacidade que o cérebro tem de desenvolver os caminhos neurológicos adequados para o seu funcionamento (funcionamento intelectual e social, leitura, escrita, memória, atenção). Quando um bebé aprende a gatinhar ou uma criança aprende a andar de bicicleta está a melhorar o seu neurodesenvolvimento. Da mesma forma, podem-se melhorar dificuldades de leitura, capacidades sociais, coordenação, etc. Défices nos processos de neurodesenvolvimento podem levar a vários diagnósticos como Atraso global de desenvolvimento, Perturbações do Espectro Autista, Perturbação de Défice de Atenção/Hiperactividade, perturbações motoras ou da comunicação, etc. Assim, uma avaliação precoce do neurodesenvolvimento pode identificar e permitir desenvolver estratégias que, através do poder da neuroplasticidade, visem melhorar o nível de funcionalidade da criança. 

Ser pai e mãe não é fácil. Pais de primeira viagem, pais que se sentem sobrecarregados ou pais de crianças com doenças físicas ou psicológicas podem sentir necessidade de procurar ajuda e beneficiar, assim, de apoio psicológico que os ajude a ultrapassar uma dificuldade específica ou, por exemplo, problemas de comportamento.

05.

Transtornos neurocognitivos

Alterações neurocognitivas envolvem alterações de memória, concentração, linguagem, capacidades motor-perceptivas, poder de decisão e aprendizagem, reflectindo-se em doença de Alzheimer, doença vascular, lesão cerebral traumática, doença de Parkinson, doença de Huntington, etc. Se tem alterações neurocgnitiva, posso ajudá-lo a resolver os desafios e frustrações decorrentes da diminuição da função cognitiva. É importante fazer um diagnóstico diferencial para despiste de outras perturbações mentais. Posteriormente, a intervenção deve englobar o ensino de estratégias compensatórias e, envolver a família pode ser benéfico, na medida em que os prepara e ensina a lidar com as alterações cognitivas. É, também, importante prevenir e/ou tratar depressão e ansiedade como consequente comorbilidade.

06.

Avaliação Psicológica/Neuropsicológica

As avaliações psicológicas e neuropsicológicas usam uma combinação de técnicas que fornecem informações sobre traços de personalidade, comportamentos ou competências. Ambas devem ser realizadas como parte de uma avaliação global do cliente, nunca deve ser focada num resultado apenas. Os bebés podem precisar de uma avaliação para explorar as razões de certos atrasos de desenvolvimento, as crianças/adolescentes podem ser avaliados de forma a entender porque se sentem tristes ou zangadas ou para ver quais as aptidões mais desenvolvidas, os seniores podem ser analisados para saber a razão da diminuição da sua memória, etc. Ao fazer uma avaliação psicológica, estudo as suas competências, bem como as suas limitações, e reporto-as de uma forma objectiva e útil, para uma intervenção personalizada.